sexta-feira, 23 de setembro de 2022 - 23/09/2022 02:59:51
Nice Content News

Para tocar uma empresa com qualidade é necessário ter conhecimentos sobre as tecnologias disponíveis. O uso dos sistemas ERP e CRM, por exemplo, faz toda a diferença na gestão de marketing e dos fluxos internos.

Saber escolher entre os dois pode ser um desafio. Inclusive, não é raro que aconteçam confusões sobre os papéis de cada um.

Tanto ERP quanto CRM são tipos de software com potencial para trazer muita inovação e eficiência para as empresas.

Se você quer ter certeza sobre as funções que as duas plataformas apresentam e em quais contextos elas devem ser utilizadas, este texto é para você!

O que este artigo aborda:

Conheça o CRM

O Custom Relationship Management é um software voltado para o gerenciamento personalizado da relação entre a empresa e o cliente.

Entenda as diferenças entre sistemas ERP e CRM

Mais conhecido pela sigla CRM, essa solução tecnológica é notável pela ampla capacidade de armazenar dados como:

  • E-mail;
  • Nome;
  • Número de telefone;
  • Endereço;
  • Interações com a marca.

Dessa forma, o CRM é perfeito para que os vendedores construam a base de dados dos consumidores e monitorem o relacionamento com cada lead.

Essa plataforma tem a capacidade de gerar insights muito importantes. Contudo, é preciso que a equipe de colaboradores saiba como interpretar e contextualizar os dados armazenados para desenvolver estratégias mais avançadas.

Continue a leitura para ficar por dentro das funções e recursos que o CRM apresenta.

Saiba quais são as funções do CRM

O foco central do CRM é fornecer um atendimento de alta qualidade para a base de leads e clientes.

Para tanto, o trabalho do time de vendas precisa ser agilizado. Assim, fatores fundamentais como o acompanhamento da jornada de compra poderão ser concretizados com eficiência superior.

Na prática, o CRM serve para a seguinte situação: 

A equipe de vendas de uma distribuidora de artigos para fábricas de automação pneumática industrial, por meio do sistema de CRM, utiliza-se dos dados de sua carteira de clientes para saber exatamente como os gestores das áreas de compras das outras empresas se comportam. 

É dessa forma que a fornecedora vai conseguir oferecer os melhores produtos e condições de venda.

É necessário destacar que a adoção do CRM deve ser atrelada à uma cultura organizacional que privilegia o bem-estar dos clientes. Saiba mais a seguir.

Organização de processos

O CRM deixa à disposição dos profissionais uma série de ferramentas próprias para a organização dos processos da empresa.

Cada atividade prevista na abordagem de clientes em potencial tem como base a determinação de padrões específicos.

Ou seja, tanto o departamento de marketing quanto o departamento de vendas saberão exatamente como atender clientes sempre de maneira qualificada.

Aumento da produtividade

A área de vendas das empresas usa metas e objetivos para manter os negócios em pleno vapor.

Isso quer dizer  utilizar as métricas e o suporte de dados específicos para serem monitoradas com a devida atenção.

O CRM tem espaço para um banco de dados muito vasto que pode ser acessado nas horas mais convenientes.

Então, o time de vendas vai ter dados personalizados à disposição dele a qualquer momento, melhorando a relação com os clientes e oferecendo informações mais precisas.

Identificação das oportunidades

Quem lida diariamente com atendimento ao consumidor sabe que é preciso ser ágil para aproveitar cada oportunidade que surge.

Os leads e clientes demandam atenção constante. A jornada do consumidor na web é extremamente rápida. 

Por exemplo:

Se um usuário pesquisa por um termo específico, como é o caso de “Empresas de transporte de cargas”, ele já sabe o que procura.

Sendo assim, quando ele entra na página de uma empresa desse segmento, ele deve encontrar um site que tenha uma linguagem toda preparada para convencê-lo a entrar em contato. 

Neste sentido, o CRM tem recursos que permitem fazer o gerenciamento da jornada de compra desde o topo até o fundo do funil. 

Assim, o vendedor fica atento às ações que deve realizar nessas etapas e consegue converter os contatos mais facilmente.

Conheça o ERP

O Enterprise Resource Planning, ou ERP, é um sistema integrado de gerenciamento para empresas.

Em termos de promover sincronia entre os setores, cortar custos, diminuir o índice de retrabalho e guardar informações, essa é uma solução extremamente recomendada.

A partir desses aspectos centrais, o ERP facilita análises de dados aprofundadas, automatiza uma série de operações, melhora a comunicação interna e aumenta a produtividade.

O mais importante: ele centraliza o acesso a todas as informações de cada cliente. Então, todos os profissionais que atuam em uma empresa têm condições de oferecer um serviço de ponta e dar continuidade aos atendimentos prestados.

Como você pôde perceber pelo exemplo acima, o EPR pode ser utilizado em diversos segmentos do mercado. A seguir, acompanhe os próximos tópicos e conheça as principais funções de um ERP.

Saiba quais são as funções de um ERP

Tradicionalmente, o ERP é composto por uma série de módulos que correspondem aos departamentos de empresas e, muitas vezes, podem até ajudar as empresas de consultoria tributária a prestar um atendimento mais personalizado de acordo com os dados fornecidos. 

Então, há os módulos administrativo, contábil, fiscal, financeiro, gestão de pessoas, compras e vários outros.

O ERP atua conectando os fluxos de dados de um departamento para o outro. Dessa maneira, todos os setores podem ser nutridos com dados personalizados ao mesmo tempo.

Além disso, a plataforma é totalmente informatizada. Ou seja, não é preciso usar papel e caneta para anotar informações importantes.

Os profissionais encarregados pela gestão de pessoas calculam a folha de pagamento, dado que é automaticamente recebido pelo setor financeiro. Assim, nenhum pagamento vai ser atrasado. 

Confira as funções de um ERP agora.

Distribuição de dados mais eficiente

Os ERPs integram todos os departamentos.

A partir disso, o trabalho dos colaboradores se torna sensivelmente mais ágil. As taxas de retrabalho caem e os envolvidos têm as condições adequadas para atuar da melhor forma.

Como o ERP centraliza os setores corporativos, ele acaba servindo como instrumento para fazer a padronização de operações. Isso gera mais eficiência e transparência.

Redução de custos

De certa forma, esse tópico é um complemento do tópico anterior. 

Se cada processo que as equipes precisam executar diariamente não for padronizado, nada vai dar certo.

A má operacionalização de um empreendimento pode ter resultados desastrosos, como:

  • Desperdício de matéria-prima;
  • Mais tempo ocioso;
  • Horas extras;
  • Retrabalho.

São elementos que prejudicam muito a produtividade e a credibilidade de qualquer empresa.

Um ERP tem os recursos necessários para superar dificuldades operacionais, diminuir o desperdício, aumentar a produtividade e maximizar o lucro.

Em grande parte, isso acontece por causa de um aspecto fundamental desse tipo de software: é a máquina que faz os trabalhos repetitivos, não o colaborador.

Alinhamento entre os times

O uso extensivo de um ERP dá ferramentas importantes para monitorar o trabalho que está sendo realizado.

Com isso, os gestores podem avaliar se cada setor de produção está agindo de acordo com as metas e os objetivos previstos.

Dependendo do porte da marca, é preciso muita coesão para manter setores diferentes atuando em sintonia.

Com a adoção de um ERP, isso pode ser feito analisando a base de dados constantemente atualizada.

Uma atuação plenamente alinhada gera mais e melhores resultados em menos tempo.

Entenda quando usar o CRM

O CRM é indicado para melhorar a dinâmica de relacionamento entre os clientes e as marcas.

Portanto, ele deve ser usado em contextos em que o objetivo principal do gestor é alavancar esse departamento.

Acompanhe os tópicos abaixo e saiba quais problemas o CRM vai te ajudar a resolver.

Processos desorganizados

Se a sua empresa não tem parâmetros pré-definidos para a abordagem de clientes, o CRM pode começar a te ajudar bastante.

Isso graças aos recursos que integram as etapas do processo de atendimento de maneira fluida e lógica.

Então, o time de atendentes vai passar a trabalhar de maneira totalmente alinhada. 

Além disso, a presença dos registros das interações com os clientes vai dar o alicerce perfeito para uma atuação de destaque.

Má gestão da jornada do cliente

O acesso à base de dados do CRM traz informações essenciais para começar a gerir a jornada do cliente com qualidade.

Já que todas as interações ficam armazenadas, os colaboradores podem acessá-las a qualquer momento e saber exatamente como agir para conquistar mais conversões em menos tempo.

Entenda quando usar um ERP

Por sua vez, um ERP tem funções mais gerais, que vão além (mas incluem) do atendimento ao cliente.

A seguir, vamos indicar quais problemas esse tipo de solução tecnológica resolve para que você saiba qual é a melhor opção para a empresa.

Produtividade baixa

Esse software faz com que a organização e o armazenamento de dados estratégicos fiquem a cargo da máquina.

Em outras palavras, o grupo de colaboradores passa a ter mais tempo para se dedicar às atividades mais impactantes.

Os relatórios que são gerados pelo ERP se traduzem como insights para o desenvolvimento de estratégias avançadas e assertivas, o que aumenta muito a produtividade do negócio.

Falhas na comunicação

A sinergia entre os departamentos de uma instituição depende da qualidade das ferramentas que são usadas.

O ERP é altamente recomendado para promover mais transparência, clareza e agilidade no compartilhamento de dados.

Com isso, as operações típicas do dia a dia das empresas poderão ocorrer com maior fluidez.

Conclusão

Você acaba de ler um guia bem completo sobre CRM e ERP, dois dos principais softwares de gestão empresarial da atualidade.

Esperamos que as diferenças e as aplicações de cada um tenham ficado bastante claras.

Agora, cabe a você escolher qual deles atende às necessidades do seu negócio. Ou, então, estudar as possibilidades de integração entre ambos, que também são muito vantajosas.

Diego Augusto

Formado em Sistemas de Informação na Faculdade Pitágoras. Apaixonado por tecnologia e sempre antenado as novidades. Trabalho no mercado a mais de 10 anos como desenvolvedor Web. Sou especialista em desenvolvimento de sistemas e sites em arquitetura serverless.

1

Pode ser do seu interesse

Mundo mais digital? Como será o pós-pandemia

Mundo mais digital? Como será o pós-pandemia

Como ver conta privada no Instagram sem seguir?

Como ver conta privada no Instagram sem seguir?

Aplicativos mais baixados no Brasil e no mundo 2021

Aplicativos mais baixados no Brasil e no mundo 2021

Como surgiu a inteligência artificial? Saiba agora!

Como surgiu a inteligência artificial? Saiba agora!

Como compartilhar dados móveis? – Tutorial para Android e iOS!

Como compartilhar dados móveis? – Tutorial para Android e iOS!

O que significa ld no WhatsApp? Veja qual é o significado

O que significa ld no WhatsApp? Veja qual é o significado