sábado, 10 de dezembro de 2022 - 10/12/2022 02:14:25
Nice Content News

Os pensamentos intrusivos são pensamentos negativos que surgem de uma hora para outra na cabeça de uma pessoa.

Embora sejam geralmente inofensivos, podem causar uma experiência negativa, assim como altos níveis de estresse.

Na verdade, todos nós temos uma imaginação e todos temos pensamentos intrusivos, só que em algumas pessoas, esses pensamentos podem se tornar obsessivos, sendo que a pessoa não tem qualquer controle.

Para tirar todas as suas dúvidas sobre pensamentos intrusivos, reunimos aqui as dúvidas mais frequentes, como os sintomas, o que fazer para afastar e muito mais!

O que este artigo aborda:

Pensamentos intrusivos sintomas: quais são?

Os pensamentos intrusivos se manifestam por algo indesejado ou involuntário, podendo surgir sob a forma de imagens, ideias desagradáveis ou lembranças, causando muita angústia e inquietude na pessoa.

Pensamentos intrusivos sintomas: Descubra aqui!
Pin It

Foto: Pexels

O problema é que esses pensamentos se tornam uma espécie de ruminação, provocando culpa e vergonha, o que tem um impacto importante na qualidade de vida e relacionamentos.

Vale mencionar que os pensamentos intrusivos são chamados também de pensamentos obsessivos, nesse caso, são sintomas de um TOC.

Estudos mostram que não é somente difícil suprimir um pensamento intrusivo, mas a simples tentativa de fazê-lo, aumenta os riscos desse pensamento voltar a nos atormentar.

É importante ter em mente que esses pensamentos são muito desagradáveis e às vezes, podem deixar a pessoa em pânico, mas não são perigosos.

Além disso, esses pensamentos não significam que você é uma má pessoa.

A boa notícia é que existem soluções concretas e eficazes para se livrar desses pensamentos intrusivos, e um bom começo é contar com o suporte de um terapeuta online.

Dessa forma, você vai aprender a lidar e afastar de vez esses pensamentos da sua mente.

Exemplos de pensamentos intrusivos

Os pensamentos intrusivos variam muito de pessoa para pessoa. Veja alguns exemplos mais comuns:

  • Pensamentos intrusivos de agressão física ou assassinato de uma pessoa próxima ou desconhecida;
  • Pensamentos intrusivos de agressão contra si mesmo, de suicídio;
  • Fazer mal a alguém de maneira acidental;
  • Ser pedófilo ou agredir sexualmente uma criança;
  • Angústia de não realmente amar seu parceiro;
  • Importância desproporcional a problemas fisiológicos, como pensar que vai perder o braço por causa de dores no cotovelo;
  • Medo irracional de estar contaminado.

Esses pensamentos são angustiantes principalmente porque estão em contradição com os valores das pessoas.

Por fim, eles vêm e vão às vezes durante semanas, meses e anos.

De onde vêm os pensamentos intrusivos?

Os pensamentos intrusivos são produções disfuncionais do cérebro, e são também o resultado de uma resposta mal adaptada do cérebro que não sabe controlar o estresse.

Saiba que a intensidade das obsessões aumenta quando o indivíduo lhe dá uma importância que elas não têm.

Dessa forma, a pessoa cede às compulsões ou simplesmente em momentos de alto estresse.

Além disso, os objetos, as pessoas, todos os elementos do seu ambiente também influenciam o conteúdo desses pensamentos.

De fato, cada um desses fatores ativa os neurônios ligados às lembranças, impressões e emoções diversas.

Como afastar os pensamentos intrusivos?

A boa notícia é que é possível afastar esses pensamentos intrusivos.

A recomendação é procurar um psicólogo online ou um psiquiatra especialista em TOC.

Na verdade, não são todos os profissionais que sabem abordar a problemática de pensamentos intrusivos.

Vale a pena se informar se o profissional adota uma das seguintes abordagens:

  • Terapia cognitiva e comportamental;
  • Terapia comportamental;
  • Terapia neurocognitiva comportamental.

Essas terapias permitem diminuir rapidamente a intensidade e a frequência das obsessões. São as únicas comprovadas cientificamente.

Conclusão

Como você viu, os pensamentos intrusivos são pensamentos negativos, repetitivos, indesejados e imprevisíveis.

Podem tomar a forma de imagens, ideias desagradáveis ou lembranças, e se você sentir que é algo recorrente e está afetando a sua vida, não hesite em procurar ajuda de um profissional especializado!

Por fim, se você quer saber mais sobre os pensamentos intrusivos, veja o vídeo do canal Terapia Cognitiva Online.

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Marcela Ferreira

Enfermeira pós graduada com especialização em traumas, urgência e emergência. 12 anos de experiência na área de saúde mental na rede SUS do município de Belo Horizonte. Atuo com criança, adolescentes, adultos e usuários de múltiplas drogas.

1

Pode ser do seu interesse