sábado, 10 de dezembro de 2022 - 10/12/2022 02:20:17
Nice Content News

Um bom gerenciamento de entregas e prazos é um diferencial em um ambiente competitivo e dinâmico como do mercado atual.

Todo setor da cadeia produtiva é fundamental. A começar na produção: com a escolha certa do material e o estudo correto do produto com vistas ao consumidor; passando pelo setor comercial, que fará a venda e, então, desembocando na distribuição e entrega final do produto para o distribuidor ou consumidor final. Este último item é de absoluta importância no ganho de competitividade, ainda mais no contexto atual, onde entregas são feitas de forma extremamente rápida. Ter um olhar especial para a logística é algo fundamental para qualquer negócio.

O que este artigo aborda:

O que é o setor logístico?

O setor logístico é uma área estratégica. Através dela, são estabelecidos os fluxos corretos de armazenamento, transporte e distribuição para os mercados, seja qual produto for. Com organização, mesmo situações adversas podem ser previstas ou minimizadas, como uma eventual quebra de um veículo de transporte, rotas com trânsito ou outro contratempo qualquer que possa atrasar uma entrega.

Se uma empresa carece de logística de transporte, muito provavelmente ela falha em um ponto nevrálgico do processo produtivo. Aprender a implantar e continuamente melhorar este quesito é o que a colocará em um ponto de poder concorrer melhor no mercado. Aliado a isso, o bom uso das tecnologias, tanto para coleta de dados quanto para entender melhor o perfil do seu consumidor, é de suma importância para o sucesso nesta empreitada.

Como implementar um setor logístico?

Uma logística de sucesso começa dentro de casa. A empresa deve entender que uma organização correta de seu estoque, isto é, a quantificação precisa do produto e sua disposição no local certo, de forma a facilitar o acesso ao material, além de sua fácil movimentação, é o ponto de partida para um processo mais lógico e ordenado. Isso tudo garantirá mais agilidade na distribuição mesmo em processos internos de gestão, como em balanços e inventários, além de garantir um sistema de estoque com informações mais fidedignas.

Tenha um centro de distribuição

Empresas maiores possuem até mesmo centros de distribuição estrategicamente pensados, em termos logísticos e geográficos. Mesmo o estoque em si deve ser algo pensado, pois este deve respeitar a produtividade da empresa, não podendo servir somente como um armazém de produtos prontos. Estoque cheio pode significar dinheiro parado.

Ter um centro de distribuição perto do cliente é uma forma de garantir melhores prazos, o que se traduz por economia na ponta do lápis. Melhores prazos significam mais competitividade e menos gasto com combustível, por exemplo. Empresas menores, com capital limitado para montar um centro de distribuição, podem optar por alugar galpões ou boxes mais próximos aos locais de venda final. O mais importante aqui, no entanto, é um controle rigoroso de tudo que entra e o que sai do estoque.

Uma vez estabelecido o estoque da empresa, um que conte com monitoramento constante, preferencialmente via softwares de gestão, deve-se seguir para o próximo passo, que é a distribuição propriamente dita. Esta pode ser feita por meios próprios da empresa, através da aquisição de veículos que possam suprir a demanda de viagens e entregas, como pode ser feita através da terceirização de frota.

Possua uma frota

Uma frota própria requer mais expertise em gestão do que uma frota terceirizada. Além disso, há custos inerentes à manutenção de veículos próprios, como gastos com peças, depreciação, contratação de motoristas, entre outros. Por isso, para empresas menores, isso pode ser algo completamente inviável. No mais, ter uma frota própria requer conhecimento em gerenciamento de frotas, que, em suma, significa elaboração de rotas, rodízio de carros e motoristas, além de acompanhamento de perto das condições de funcionamento dos veículos, documentações e demais partes burocráticas do processo.

Planejamento

Dentro de tudo que foi exposto, resta saber como fazer o planejamento logístico propriamente dito. De nada vale uma frota bem harmoniosa e um estoque perfeito se as entregas são feitas fora do prazo ou se os espaços dentro dos veículos de transportes são subaproveitados. 

Para tanto, é necessário conhecer a fundo a própria mercadoria. Suas dimensões, pesos e formatos, a fim de aproveitar ao máximo cada viagem com destino aos clientes. Uma gestão de frota eficaz pressupõe um bom aproveitamento de espaço, pois isso significa economia de viagens. Um caminhão que tem seu espaço bem utilizado, junto de uma rota bem traçada, pode atender muito mais clientes perto de um outro que não tenha nada disso.

Embalagens adequadas

Deve-se pensar em embalagens que facilitem o armazenamento e o transporte. Alguns produtos mais sensíveis e frágeis pedem mais cuidado. Uma embalagem inadequada pode resultar em um produto danificado entregue ao cliente, o que significa um retrabalho e um prejuízo, além de uma mancha na reputação da empresa.

Tecnologia

No mais, deve-se também investir em tecnologia para o aperfeiçoamento contínuo. Os softwares de gestão como ERP, sigla em inglês de Enterprise Resource Planning, ou Planejamento de Recurso Corporativo, em tradução para o português, são integradores de informação, ou seja, são softwares que centralizam as informações da empresa. Na prática, contratos de compra, estoque, informações sobre clientes e fornecedores, entre outros, estarão dispostos em uma única ferramenta.

Sistema de gestão

Outra ferramenta tecnológica são os TMS, sigla para Transportation Management System, ou Sistema de Gestão de Transportes, em português. Esses softwares centralizam informações sobre rotas, gerenciamento de documentação e otimização de cargas. Uma alternativa para quem não deseja ou não possui condições para ter a própria frota é a terceirização de frotas, que também pode ser gerida através de softwares como este.

Por fim, se você quer mais algumas dicas, veja o vídeo do canal Daniel Cardon.

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Equipe Nice

A equipe do Nice Content News conta com diversos profissionais competentes e altamente qualificados para trazer o melhor conteúdo para você.

1

Pode ser do seu interesse